Menu
Seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para uma melhor visualização do site. Atualizar agora!

X

Menu

GLOSSÁRIO

Alimentos funcionais: são alimentos ou ingredientes que produzem efeitos benéficos à saúde, além de
suas funções nutricionais básicas. Os alimentos funcionais caracterizam-se por oferecer benefícios à
saúde, além do valor nutritivo inerente à sua composição química, podendo desempenhar um papel
potencialmente benéfico na redução do risco de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes,
dentre outras.

Antioxidantes: são componentes presentes em algumas bebidas e alimentos que podem auxiliar na
proteção das células dos efeitos do estresse oxidativo, tendo um impacto no estado de saúde com o passar
do tempo. Os antioxidantes inibem os radicais livres, prevenindo a formação de doenças e contribuindo
para maior longevidade. Podem atuar como antioxidantes algumas vitaminas, como A, C e E, minerais
como o selênio e fito nutrientes como os polifenóis.

Aterosclerose: é uma condição na qual há o acúmulo de material gorduroso nas paredes das artérias. Esse
material gorduroso engrossa, endurece (forma depósitos de cálcio) e eventualmente pode bloquear as
artérias. Ela ocorre quando gordura, colesterol e outras substâncias se acumulam nas paredes das artérias
e formam estruturas duras chamadas placas. As placas podem obstruir total ou parcialmente uma artéria,
impedindo ou diminuindo a passagem de sangue.

Carboidratos: são nutrientes, responsáveis principalmente pelo fornecimento de energia para o
organismo e que são constituídos por blocos de estruturas de carbono, oxigênio e hidrogênio.
Colesterol HDL: lipoproteína de alta densidade. É de extrema importância, pois ajuda a remover o
colesterol já depositado nas artérias, reduzindo o risco de aterosclerose e de infarto.

Colesterol LDL: é uma lipoproteína de baixa densidade que tende a se depositar nas artérias estando associada ao início e à aceleração do processo aterosclerótico.

Doenças cardiovasculares (DCV): estão entre as principais causas de morte no Brasil, representando 30% dos óbitos para todas as faixas etárias. Dentre essas doenças, a arterial coronariana, a insuficiência cardíaca e o acidente vascular cerebral são as causas principais de mortalidade no mundo segundo dados da Organização Mundial da Saúde. Elas são responsáveis por 29% do total de óbitos e, curiosamente, 80% desse total ocorre em países em desenvolvimento. Entre os fatores de risco para as DCV está a má qualidade da alimentação.

Estresse oxidativo: decorre de um desequilíbrio entre a geração de compostos oxidantes e a atuação dos sistemas de defesa antioxidante. É uma condição que pode danificar a saúde das células, contribuindo para o surgimento de algumas doenças crônicas.

Flavonoides: é o maior e mais estudado grupo dos polifenóis encontrados em diversas espécies vegetais, incluindo as uvas. Muitos flavonoides atuam como antioxidantes e se tornaram populares através das evidências científicas em relação aos possíveis efeitos saudáveis.

Macronutrientes: são nutrientes fundamentais para o desenvolvimento do nosso organismo, como carboidratos, proteína e lipídios. Necessitamos ingeri-los em maior quantidade, para proporcionar o melhor funcionamento do corpo.

Micronutrientes: são nutrientes que o corpo precisa em menores quantidades, como vitaminas e minerais.

Minerais: protegem as células e fazem dentes e ossos fortes e pele saudável. Eles têm papel importante na pressão sanguínea, no funcionamento perfeito do coração, na recuperação de ferimentos, nas funções musculares, no equilíbrio dos fluídos, no sistema reprodutor e muito mais.

Nutrientes: são compostos necessários para o crescimento e desenvolvimento humano.

Paradoxo francês: fato conhecido onde foi observada baixa taxa de mortalidade por DAC (doença arterial coronariana) na população francesa que consumia uma dieta rica em gordura saturada, mas apresentava também um alto consumo de vinho, em especial o tinto. As evidências encontradas contribuíram para reforçar a hipótese de que o consumo habitual e moderado de vinho tinto pode prevenir ou reduzir o risco de desenvolver DAC.

Polifenóis: são agentes naturais que protegem as plantas contra agentes patógenos, parasitas e predadores
contribuem para a coloração, a acidez e outras características que deixam a bebida mais saborosa. Porém,
seu maior benefício é ajudar no funcionamento do nosso organismo. Eles possuem atividade antioxidante,
antimutagênica, anticarcinogênica (proteção contra tumores, por exemplo) e antiaterogênica (prevenindo
doenças do coração), entre outras.

Poder antioxidante: significa a capacidade de prevenir os danos gerados pelos radicais livres, que são
substâncias responsáveis por processos como o envelhecimento e doenças neurodegenerativas. As uvas
contêm cerca de vinte antioxidantes conhecidos, que funcionam em conjunto para combater os radicais
livres.

Radicais livres: são átomos ou moléculas que possuem um ou mais elétrons desemparelhados, são
altamente reativos e produzidos naturalmente no organismo, resultante do metabolismo do oxigênio. No
entanto, nosso corpo tem um sistema natural de defesa, por isso em pequeno número eles não são um
grande problema. No entanto, a exposição a certos fatores ambientais como poluição, tabagismo e
radiação UV, podem também contribuir para a formação de radicais livres. E quando existe um grande
número de radicais livres para o nosso corpo se proteger, eles podem causar danos resultando em estresse
oxidativo

Resveratrol: é um componente natural que pode ser encontrado na casca da uva, estando em maior concentração
nas uvas escuras (em comparação com as brancas e rosadas), cultivos em climas mais frios e
em solo úmido. É produzido pelos vegetais com a função de protegê-los de estresses causados por fatores
ambientais como fungos, umidade ou radiação UV.

Vitaminas: são compostos orgânicos presentes nos alimentos, necessárias ao crescimento, à reparação
dos tecidos, ao funcionamento orgânico, essenciais para reações metabólicas específicas no meio celular e
vitais para o funcionamento dos órgãos. Também promovem o bem-estar físico e mental e devem ser
ingeridas diariamente, em quantidades adequadas.

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

ABE, L. T.; MOTA, R. V.; LAJOLO, F. M.; GENOVESE, M. I. Compostos fenólicos e capacidade antioxidante
de cultivares de uvas Vitis labrusca L. e Vitis vinifera L. Ciênc. tecnol. aliment., v. 27, n. 2,
p. 394-400, 2007.
ACAUAN, A. P. Supermolécula pode prevenir doenças. Revista da Pontifícia Universidade Católica
do Rio Grande do Sul, v. 2, n. 133, p. 6-9, 2007.
AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION – ADA. Position of the American Dietetic Association:
Functional Foods. Journal of the American Dietetic Association, v. 104, n. 1, p. 814-826, 2004.
ANJO, D. F. C. Alimentos funcionais em angiologia e cirurgia vascular. J. vasc. bras., v. 3, n. 2, p.
145-154, 2004.
BANINI AE, BOYD LC, ALLEN JC, ALLEN HG, SAULS DL. Muscadine grape products intake,
diet and blood constituents of non-diabetic and type 2 diabetic subjects. Nutrition. 2006;22:1137–45
BAPTISTA, I. C. et al. Conhecimento da comunidade universitária em relação aos alimentos funcionais.
Acta Scientiarum. Health Sciences Maringá, v. 35, n. 1, p. 15-21, Jan.-June, 2013
BAUR JA, PEARSON KJ, PRICE NL, et al. Resveratrol improves health and survival of mice on a
highcalorie diet. Nature, 2006. 444:337–342
CARBONARO M; MATTERA M; NICOLI S et al. Modulation of antioxidant compounds in organic
vs conventional fruit. J Agric Food Chem, 2002, 50:5458–5462
CARDOZO, M. G. et al. Consequently, polyphenols have been linked to a Effect of Chronic Treatment
with Conventional and Organic Purple Grape Juices (Vitis labrusca) on Rats Fed with High-
Fat Diet Cell. Mol Neurobiol (2013) 33:1123–1133
CERVATO, A. M.; MAZZILLI, R. N.; MARTINS, I. S.; MARUCCI , M. F. N. Dieta habitual e fatores
de risco para doenças cardiovasculares. Rev. Saúde pública, v. 31, n. 3, p. 227-235, 1997.
CHOU EJ; KEEVIL JG; AESCHLIMANN S, et al. Effect of ingestion of purple grape juice on
endothelial function in patients with coronary heart disease. Am J Cardiol. 2001;88:553-5
DANI et al. Antioxidant and Antigenotoxic Activities of Purple grape Juice—Organic and
Conventional—in Adult Rats. J Med Food 12 (5) 2009, 1111–1118
DANI C et al. Intake of purple grape juice as a hepatoprotective agent in Wistar rats. J Med Food
2008;11(1):127-32.
DANI, C. et al. Phenolic content and antioxidant activities of white and purple juices manufactured
with organically- or conventionally-produced grapes. Food and Chemical Toxicology 45 (2007) 2574–
2580
DANI C et al. Protective effects of purple grape juice on carbon tetrachloride-induced oxidative
stress in brains of adults Wistar rats. J Med Food 2008;11:55-61.
DAS, M.; DAS, D. K. Resveratrol and cardiovascular health. Molecular Aspects of Medicine, v. 31, n.
6, p. 503-512, 2010.
DÁVALOS, A. et al. Red Grape juice polyphenols alter cholesterol homeostasis and increase LDLReceptor
activity in human cells in vitro. Journal of Nutrition, v. 136, p. 1766-1773, 2006.
DAVALOS A, BARTOLOME B, GOMEZ-CORDOVES C. Antioxidant properties of commercial
grape juices and vinergs. Food Chem 2005;93:325-30.
DEMROW, H.; SLANE, P.R.; FOLTS, J.D. Administration of wine and grape juice inhibits in vivo
platelet activity and thrombosis in stenosed canine coronary arteries. Circulation, n.91, p. 1182-1188,
1995.
DOMENEGHINI, D. C. S. J.; LEMES, S. A. F. Effects of wine componentes on cardiovascular function.
Nutrire: rev. Soc. Bras. Alim. Nutr., São Paulo, SP, v. 36, n. 1, p. 163-176, 2011
DUDLEY, J.; DAS, S.; MUKHERJEE, S.; DAS, D. K. Resveratrol, a unique phytoalexin present in
red wine, delivers either survival signal or death signal to the ischemic myocardium depending on
dose. J Nutr Biochem., v. 20, n. 6, p. 443-452, 2009.
FERRARI, C. K. B.; TORRES, E. A. F. S. Novos compostos dietéticos com propriedades anticarcinogênicas.
Rev. bras. cancerol., v. 48, n. 3, p. 375-382, 2002.
FRANKEL, E.N., BOSANEK, C.A., MEYER, A.S., SILLIMAN, K., KIRK, L.L. Commercial grape
juices inhibit the in vitro oxidation of human low-density lipoproteins. J. Agric. Food Chem. v.46,
p.834-838, 1998.
FRANKEL, E.N., WATERHOUSE, A.L,, KINSELLA, J.E. Inhibition of human LDL oxidation by
resveratrol. Lancet. v.341, p.1103-1104, 1993.
FREEDMAN, J.E. et al. Select flavonoids and whole juice from purple grapes inhibit platelet
function and enhance nitric oxide release. Circulation, n. 103, p. 2792-2798, 2001.
GIEHL, M. R. et al. Eficácia dos flavonóides da uva, vinho tinto e suco de uva tinto na prevenção e
no tratamento secundário da aterosclerose Scientia Medica, Porto Alegre, v. 17, n. 3, p. 145-155,
jul./set. 2007
GONÇALVES, M. C. et al. Organic grape juice intake improves functional capillary density and
postocclusive reactive hyperemia in triathletes. CLINICS 2011;66(9):1537-1541
JANG, M., CAI, L., UDEANI, G.O., SLOWING, K.V., THOMAS, C.F., BREECHER, C.W.W., et al.
Cancer chemopreventive activity of resveratrol, a natural product derived from grapes. Science.
v.275, p.218-220, 1997.
KEEVIL et al. Grape juice, but not orange juice or grapefruit juice, inhibits human platelet
aggregation. J Nutr. 2000 Jan;130(1):53-6.
LEIFERT WR, ABEYWARDENA MY. Cardioprotective actions of grape polyphenols. Nutr Res.
2008;28:729–37.
MALACRIDA, C. R.; MOTTA, S. Compostos Fenólicos Totais e Antocianinas em Suco de Uva. Cienc.
tecnol. aliment., v. 25, n. 4, p. 659-664, 2005.
MEYER, A.S., OCK-SOOK, Y.I., PEARSON, D.A., WATERHOUSE, A.L., FRANKEL, E.N. Inhibition
of human low-density lipoprotein oxidation in relation to composition of phenolic antioxidants in
grapes (Vitis vinifera). J. Agric. Food Chem. v.45, p.638-1643, 1997.
MIYAGI, Y.; MIWA, K; INOUE, H. Inhibition of human lowdensity lipoprotein oxidation by fl avonoids
in red wine and grape juice. Am J Cardiol., v. 80, n. 12, p. 1627-1631, 1997.
NEWS.MED.BR, 2005. Vinho e Saúde: confira artigo sobre os benefícios do vinho para a saúde.
Disponível em: do-vinho-para-a-saude.htm>. Acesso em: 13 out. 2014.
PENNA, N. G.; HECKTHEUER, L. H. R. Vinho e Saúde: uma revisão. Infarma, v.16, nº 1-2, (Jan/Fev
2004)
PEREIRA JUNIOR, E. S. et al. Suco de uva: fonte de compostos bioativos com benefício à saúde. Nutrição
Brasil - maio/junho 2013;12(3)
PONTES, P. R. B. et al. Atributos sensoriais e aceitação de sucos de uva comerciais. Ciênc. Tecnol.
Aliment., Campinas, 30(2): 313-318, abr.-jun. 2010.
RIQUE, A. B. R.; SOARES, E. A.; MEIRELLES, C. M. Nutrição e exercício na prevenção e controle
das doenças cardiovasculares. Rev. bras. med. esporte, v. 8, n. 6, p. 244-254, 2002.
SANTOS FILHO, R. D.; MARTINEZ, T. L. R. Fatores de risco para doença cardiovascular: velhos e
novos fatores de risco, velhos problemas! Arq. bras. endocrinol. metab., v. 46, n. 3, p. 212-214, 2002.
SAUTTER CK, DENARDIN S, ALVES AO, et al. Determinação de resveratrol em sucos de uva no
Brasil. Cienc Tecnol Aliment 2005;25:437-42.
SHANMUGANAYAGAM et al. Concord grape juice attenuates platelet aggregation, serum cholesterol
and development of atheroma in hypercholesterolemic rabbits. Atherosclerosis. 2007
Jan;190(1):135-42
SPOSITO, A. C.; CARAMELLI, B.; FONSECA, F. A. H.; BERTOLAMI, M. C.; AFIUNE NETO, A.;
SOUZA, A. D. IV Diretriz Brasileira sobre Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose: Departamento
de Aterosclerose da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Arq. bras. cardiol., v. 88, p. 2-19,
2007.
STEIN, J. K. et al. Purple grape juice improves endothelial function and reduces the susceptibility of
LDL cholesterol to oxidation in patients with coronary artery disease. Circulation, n. 100, p. 1050-
1055, 1999.
SZKUDELSKA, K.; SZKUDELSKI, T. Resveratrol, obesity and diabetes. European Journal of Pharmacology,
v. 635, n. 1-3, p. 1-8, 2010.

Além de ser delicioso e refrescante, o suco de uva elaborado sem adição de açúcar e sem adição de água é ótimo para a saúde. Seus nutrientes fazem com que tenha alto poder antioxidante, tornando-o uma bebida benéfica para pessoas de todas as idades. Nessa seção, você encontrará dicas para sua saúde e bem estar.

Gabriela Perozzo - Nutricionista (CRN2 5772)

Glossário Fonte
  • Acesse nossa fanpage

    E veja dicas de receitas, novidades, e muito mais!

  • 12/05

    Saiba como funcionam as tampas do Suco de Uva Sinuelo

    VEJA MAIS
  • 11/03

    Sinuelo produz Bebida Azul de Uva para Caixa Econômica Federal

    VEJA MAIS
  • 11/03

    Participação Sinuelo na TV Cultura e UCS TV

    VEJA MAIS
  • Acesse nossa fanpage

    E veja dicas de receitas, novidades, e muito mais!

  • Salada Mexicana

    VEJA MAIS
  • Paella do Palito – A partir da Paella Valenciana

    VEJA MAIS
  • Lombo Bacalhau Aromático c/ Batatas ao murro

    VEJA MAIS